Paulo Nazareth

Paulo Nazareth

Paulo Nazareth (nascido Paulo Sérgio da Silva) é um artista brasileiro cujo trabalho combina elementos da performance, escultura, fotografia e vídeo. Nascido em Santo Antônio das Figueiras (Governador Valadares), Minas Gerais, adotou o nome "Nazareth" em homenagem à sua avó, Nazareth Cassiano de Jesus, uma indígena borum (krenaque). Durante sua infância, Paulo trabalhou em diversas ocupações, incluindo cuidador de porcos, caseiro, vendedor ambulante, padeiro, capinador e varredor de rua. Eventualmente, ele deixou seu emprego de faxineiro para se dedicar integralmente às artes.

Formação Acadêmica
Em 1999, Paulo ingressou na Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde se graduou em Artes Visuais em 2005, com habilitação em desenho e licenciatura, e em 2006, com habilitação em gravura.

Carreira
Sua maior influência artística foi o escultor e artista popular Mestre Orlando, com quem aprendeu a criar carrancas. Em 2005, Paulo foi selecionado para a Bolsa Pampulha e, no ano seguinte, participou de uma residência artística na Índia. Em 2009, realizou exposições na Indonésia. Em 2011, Paulo Nazareth participou da Art Basel em Miami, onde apresentou a obra "Notícias de América", um de seus trabalhos de maior repercussão mundial, que envolveu cruzar a América Latina a pé e de carona.

Em 2013, Paulo foi artista convidado da 12ª Bienal de Lyon, onde apresentou parte da obra "Cadernos de África". Essa obra, composta de fotografias e instalações, documenta suas viagens pelo continente africano e reflete sobre as grandes navegações de exploração europeias na África. Outro trabalho notável é "Produtos de Genocídio", que denuncia o extermínio de povos indígenas.

Reflexão e Reconhecimento
A obra de Paulo Nazareth tem sido amplamente estudada e refletida. Em 2013, a professora e pesquisadora da UFMG, Maria do Carmo de Freitas Veneroso, publicou um artigo sobre sua obra na Revista da UFMG. Suas obras fazem parte de várias coleções permanentes, incluindo a Pinacoteca do Estado de São Paulo e o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

Prêmios
Paulo foi finalista do Prêmio PIPA em 2016 e, no mesmo ano, recebeu a Medalha de Honra da UFMG em uma cerimônia presidida pelo reitor Jaime Arturo Ramírez.

Obras do Artista

Confira a seleção de obras deste artista