Artes VisuaisCultura

Arte: substantivo feminino

Paula Reis por Paula Reis

Semana das Mulheres na Blombô

Nesta semana a Blombô celebra o Dia Internacional da Mulher trazendo uma seleção de grandes artistas e de suas obras. Queremos festejar e valorizar a produção de mulheres excepcionais, sem esquecer de que, embora Arte seja um substantivo feminino, ainda hoje é necessário que Artista (gramaticalmente masculino e feminino, mas historicamente masculino) transforme-se no composto artista-mulher quando se trata de uma delas. À mulher ainda se exige luta pela completude de ser – apenas – Artista.

Há evidências de que a famosa “Fonte” de Marcel Duchamp não era uma ideia original sua, mas sim da Baronesa Elsa von Freytag-Loringhoven, que submeteu a obra à Sociedade Americana de Aristas Independentes em 1917, de cuja diretoria Duchamp era membro e saiu logo em seguida. A Baronesa morreu na miséria e desconhecida, Duchamp tornou-se o gênio da arte ready-made.

A artista barroca Artemisia Gentileschi teve suas obras atribuídas ao seu pai, também artista, durante séculos, antes de receber reconhecimento. Camille Claudel foi antes de tudo uma artista brilhante, criadora de esculturas belíssimas, mas morreu na obscuridade. Sua originalidade foi reconhecida décadas após sua morte e, ainda hoje, seu nome é associado antes à condição de amante de Auguste Rodin. Anita Malfatti era a autora com o maior número de obras na Semana de Arte Moderna de 1922 – 20 trabalhos, metade do total. O coletivo Guerrilla Girls, que busca lançar luz ao desequilíbrio de gênero na arte, expôs no MASP entre 2017 e 2018 uma provocação ao próprio museu: enquanto 60% dos nus eram femininos, apenas 6% das artistas do acervo eram mulheres, gerando a pergunta “as mulheres precisam estar nuas para entrar no MASP?”. A obra permaneceu na instituição e hoje faz parte de seu acervo permanente.

A arte para as mulheres é, por muitas vezes, luta exaustiva. Apesar de tudo, também nunca deixou de ser celebração, genialidade, inovação, crítica, beleza. E temos muito delas, Artistas, para mostrar a vocês aqui na Blombô!

Leia também: https://blombo.com/blog/seguindo-as-pegadas-das-mulheres-que-fizeram-sao-paulo/
https://blombo.com/blog/pequeno-tributo-a-lygia-clark/

Paula Reis

Paula Reis

Publicitária
Publicitária formada pela ESPM-SP, faz parte da equipe da Blombô, o primeiro marketplace de arte online do Brasil. Apaixonada por escrever e por Arte em todas as suas formas, vem produzindo conteúdo desde os primórdios da internet e se especializando em História da Arte, com cursos pelo MASP Escola, Escola Panamericana de Arte e outras instituições. Se você tem qualquer dúvida ou sugestão para o Blog, mande uma mensagem: ela também adora conhecer novas pessoas e trocar ideias!

Deixe uma resposta