Artes VisuaisCuriosidades

Adorável menino prodígio

Paula Reis por Paula Reis
Xeo Chu, Ha Long Bay, 2019. Courtesy the artist and George Bergès Gallery.

O vietnamita Xeo Chu, de 11 anos, já tem obras vendidas a US$ 150 mil

Fala a verdade: você já chegou a olhar uma obra de arte e pensar que uma criança poderia ter feito aquilo, não é mesmo? Pois saiba que sim, tem criança produzindo trabalhos e ganhando – muito – com eles. O vietnamita Xeo Chu, de apenas 11 anos, fez em dezembro sua primeira mostra individual na George Bergès Gallery, em Nova Iorque. Com trabalhos abstratos e paisagens, e telas de mais de 4 metros de largura, o galerista George Bergès classificou a empreitada como algo mais metafísico do que comercial. “Se existe profundidade e complexidade numa obra de arte feita por alguém que tem pouquíssima experiência de vida, isso te deixa vislumbrar o inconsciente coletivo que todos temos e podemos acessar”.

O pequeno artista começou aos 4 anos de idade. Tem aulas com um professor e sua mãe, que possui uma galeria de arte, o ajuda eventualmente com algumas obras. Quando perguntado em entrevista o que os amigos achavam sobre o fato dele ser artista, Xeo Chu respondeu: “eu não conto pra eles, porque eu acho que seria estranho eu chegar e dizer que sou artista”. E em quais artistas ele se inspira para fazer suas obras? “Quando eu comecei na verdade não olhava pra muitos artistas. Agora eu estou só fazendo minhas coisas”.

Fonte (original em inglês): https://news.artnet.com/art-world/vietnamese-child-prodigy-artist-1739463

Paula Reis

Paula Reis

Publicitária
Publicitária formada pela ESPM-SP, faz parte da equipe da Blombô, o primeiro marketplace de arte online do Brasil. Apaixonada por escrever e por Arte em todas as suas formas, vem produzindo conteúdo desde os primórdios da internet e se especializando em História da Arte, com cursos pelo MASP Escola, Escola Panamericana de Arte e outras instituições. Se você tem qualquer dúvida ou sugestão para o Blog, mande uma mensagem: ela também adora conhecer novas pessoas e trocar ideias!

Deixe uma resposta