Artes VisuaisCultura

10 filmes para quem adora arte

Paula Reis por Paula Reis

Preparamos uma lista com 10 filmes sobre arte que adoramos. De documentários a animações inovadoras, de filmes antigos até lançamentos recentes. Esta é uma daquelas listas para você ter sempre à mão quando quiser assistir algo inspirador e que alimente sua paixão pela arte!

 

Caçadores de obras-primas (2014)– Durante o declínio de Hitler na Alemanha, um grupo de 13 especialistas vindos de países diferentes é reunido para reencontrar obras de arte roubadas pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. George Stout, um oficial americano e conservador de obras de arte, lidera a equipe.

 

 

A Dama Dourada (2015) – Década de 80. Maria Altmann é uma judia sobrevivente da Segunda Guerra Mundial que decide lutar contra o governo austríaco para recuperar diversas obras de arte que pertenciam à sua família e foram roubadas durante o confronto.

 

Com Amor, Van Gogh (2017) – Um ano após o suicídio de Vincent Van Gogh, Armand Roulin encontra uma carta escrita pelo pintor e enviada ao irmão Theo, que jamais chegou ao seu destino. Decidido a entregar ele mesmo a correspondência, Armand parte para a cidade francesa de Arles na esperança de encontrar algum contato com a família do artista falecido. Lá, inicia uma investigação junto às pessoas que conheceram Van Gogh, no intuito de decifrar se ele realmente se matou.

 

Florence – Que é essa mulher? (2016) – Na década de 1940, a socialite nova-iorquina Florence Foster Jenkins persegue obsessivamente uma carreira como cantora de ópera. Infelizmente, a sua ambição excede em muito seu talento. Aos seus ouvidos, sua voz é linda, mas para todos os outros é absurdamente horrível. O seu marido, o ator St. Clair Bayfield, tenta protegê-la de todas as formas da dura verdade, mas um concerto público coloca toda a farsa em risco.

 

Frida (2002) – O filme narra a história de Frida Kahlo, uma das maiores pintoras dos últimos tempos. Ela nasceu no México no início do século XX e desde muito cedo precisou enfrentar grandes dificuldades em sua vida. Ainda na infância Frida teve poliomielite, o que a deixou com uma perna mais curta. Na adolescência, sofreu um acidente de bonde que a deixou com dores e sequelas e a fez passar por inúmeros tratamentos e cirurgias. Frida se negou a viver de acordo os padrões da sua época. Adorava beber, era bissexual e comunista. Através de sua obra ela retratava todo o seu sofrimento e acontecimentos de sua vida, ou seja, sua realidade. 

 

No Portal da Eternidade (2018) – O ano é 1888, quando Vincent Van Gogh sofre com a rejeição de suas pinturas em galerias de arte em Paris, e então decide ouvir o conselho de seu mentor, Paul Gauguin (Oscar Isaac), e se muda para Arles, no sul da França. Lá, lutando contra os avanços da loucura e da depressão, além de pressões sociais típicas de uma cidade pequena, o pintor holandês passa a viver com intensidade a mais produtiva fase de sua curta porém meteórica trajetória.

 

A Vida e Arte de Stanislav Szukalski (2018) – O documentário apresenta a vida e obra do artista polonês Stanislaw Szukalski. Fascinante para quem aprecia arte, história e biografias. Szukalski foi um artista magnífico, megalomaníaco e interessantíssimo, que só depois de sua morte começou a ter algum reconhecimento. Infelizmente quase a totalidade de sua obra foi perdida num bombardeio que matou cerca de 25 mil pessoas e o deixou soterrado em seu ateliê por 2 dias. O pai do Leonardo Di Caprio conheceu o artista e produziu o filme junto com o filho, que aparece brevemente numa foto ainda criança e é mencionado num bilhete.

 

Moça com Brinco de Pérola (2003) – Em pleno século XVII vive Griet, uma jovem camponesa holandesa. Devido a dificuldades financeiras, Griet é obrigada a trabalhar na casa de Johannes Vermeer, um renomado pintor de sua época. Aos poucos Johannes começa a prestar atenção na jovem de apenas 17 anos, fazendo dela sua musa inspiradora para um de seus mais famosos trabalhos, a tela “Girl with a Pearl Earring”.

 

Pollock (2000) – Cinebiografia de Jackson Pollock (1912-1956) -um dos maiores artistas plásticos norte-americanos do século 20-, o filme mostra a trajetória da fama à decadência do pintor ao longo da vida, partindo de sua revelação para o mundo das artes como principal expoente do expressionismo abstrato até sua morte prematura e trágica em um acidente de carro.

 

 

Saving Banksy (2017) –  documentário sobre legalidade, política e ética da remoção das artes de ruas, dos muros da cidade. Questões de valores entre arte e graffiti são abordadas com o objetivo de contestar a afirmativa de que será considerado arte apenas o que puder ser vendido por muito dinheiro. Dirigido por Colin Day e narrado por Paul Polycapou, o documentário conta a história de um colecionador de arte que pretende salvar as pinturas de Banksy da destruição. Os trabalhos de Banksy são mundialmente conhecidos por sua crítica social e política, além do humor satírico e subversivo – o que torna sua arte genial.

 

 

LEIA TAMBÉM

6 livros para quem gosta e quer conhecer mais sobre Artes

10 curiosidades sobre o ‘Día de los Muertos’ no México

Drops Modernista

Paula Reis

Paula Reis

Publicitária
Publicitária formada pela ESPM-SP, faz parte da equipe da Blombô, o primeiro marketplace de arte online do Brasil. Apaixonada por escrever e por Arte em todas as suas formas, vem produzindo conteúdo desde os primórdios da internet e se especializando em História da Arte, com cursos pelo MASP Escola, Escola Panamericana de Arte e outras instituições. Se você tem qualquer dúvida ou sugestão para o Blog, mande uma mensagem: ela também adora conhecer novas pessoas e trocar ideias!

Deixe uma resposta