Johannes Blaeu

Johannes Blaeu

Johannes Blaeu, nascido em 1596 em Alkmaar e falecido em 1673 em Amsterdã, foi um distinto cartógrafo holandês e filho de Willem Blaeu. Após obter seu doutorado em Direito em 1620, Blaeu optou por seguir a carreira do pai na cartografia, ao invés de exercer a advocacia. Em 1635, ele e seu pai publicaram o "Novus Atlas" de dois volumes, também conhecido como "Theatrum orbis terrarum, sive, Atlas novus". Após a morte de seu pai em 1638, Johannes e seu irmão Cornelius assumiram o negócio da família.

Em 1643, os irmãos Blaeu publicaram o mapa mural "Brasília qua parte paret Belgis", que se destacava pela detalhada representação das costas brasileiras, contando com vinhetas de Frans Post e baseando-se nos estudos de Georg Marcgraf. Com o falecimento de Cornelius em 1648, Johannes tornou-se o cartógrafo oficial da Companhia Holandesa das Índias Orientais.

Johannes também publicou "Tooneel der Steeden" (Teatro da Cidade) em 1649, uma coleção de mapas de cidades holandesas. Eleito para o conselho de Amsterdã em 1651, continuou a expandir sua obra cartográfica com a publicação do primeiro atlas da Escócia em 1654. Em 1662, lançou o "Atlas Maior", um abrangente atlas mundial em 11 volumes, disponível em holandês, latim, francês, alemão e espanhol, com o número de volumes variando entre nove e doze dependendo do idioma.

Seu último projeto, uma obra de cosmologia, nunca foi concluído devido a um incêndio devastador que destruiu sua tipografia em 1672.

Obras do Artista

Confira a seleção de obras deste artista