Ivald Granato

Ivald Granato

Ivald Granato Filho, nascido em Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro, em 1949, e falecido em São Paulo em 2016, foi um influente pintor, gravador, desenhista e artista multimídia brasileiro. Iniciou sua formação artística com Robert Newman em 1966 e estudou por um breve período na Escola de Belas Artes. Conhecido por seu dinamismo e versatilidade, Granato explorou uma ampla gama de mídias, incluindo performances e intervenções documentadas através de fotografia e vídeo.

A partir da década de 1970, Granato se destacou no cenário artístico com suas performances energéticas e mostras inovadoras, recebendo prêmios como o de melhor desenhista do ano pela Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) em 1979 e 1982. Durante a década de 1980, colaborou com a Banda Performática, uma iniciativa que combinava pintura, música, teatro e circo, sob a liderança do artista José Roberto Aguilar.

A obra de Granato é profundamente marcada por referências autobiográficas, com uma constante experimentação de estilos e técnicas que vão do expressionismo ao fauvismo, sempre com uma abordagem irônica e crítica. Ele não se limitava a um estilo ou suporte específico, buscando sempre expandir as possibilidades da arte.

Reconhecido como um vanguardista incansável, Granato integrou arte e vida de forma inseparável, impulsionando continuamente os limites entre criar arte e viver artisticamente. Sua contribuição para a arte brasileira é celebrada por suas explorações gráficas intensas, uso ousado de cores e camadas de tinta que, em alguns casos, criam palimpsestos não figurativos.

As obras de Granato foram exibidas em importantes museus e galerias no Brasil e internacionalmente, fazendo parte de coleções de destaque como o Museu de Arte do Rio de Janeiro, Museu de Belas Artes do Rio de Janeiro, Museu de Arte de São Paulo, Pinacoteca do Estado de São Paulo e o Museu de Arte Contemporânea de São Paulo, entre outros.

Obras do Artista

Confira a seleção de obras deste artista