Gustavo Rezende

Gustavo Rezende

Gustavo Rezende
(Passa Vinte, MG, 1960)
Vive e trabalha em São Paulo.

Em 1984, forma-se na Faculdade de Belas-Artes, em São Paulo, e realiza sua primeira exposição individual na Pinacoteca do Estado, “São Paulo: Paisagens Urbanas”.

Até o final da década de 80, participa de várias exposições coletivas no Brasil e no exterior e é convidado para mostras individuais no MAC-USP, onde apresenta uma instalação, e na Galeria Funarte. No início dos anos 90 é selecionado em dois programas de exposições: no Projeto Macunaíma, do Instituto Brasileiro de Arte Contemporânea/Funarte, e no programa de exposições do Centro Cultural São Paulo, dirigido por Sônia Salzstein. Integra também, em 1991, a Bienal de Havana e o Panorama da Arte Atual Brasileira, organizado pelo Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM). Em 1993, recebe o Prêmio British Council Fellowship. No ano seguinte, com bolsa para estadia de um ano, é convidado para o programa de mestrado do Goldsmiths College, em Londres (Inglaterra), com o patrocínio do Conselho Britânico de São Paulo. Em Londres participa de exposições coletivas na Chisenhale Gallery e na Mall Galleries. Em 1995, de volta ao Brasil, apresenta no MAMSP as esculturas criadas e produzidas no Goldsmith College, que hoje integram o acervo da Pinacoteca do Estado.

Em 1996, realiza individual no Espaço Cultura Sergio Porto, e em 1999, integra, mais uma vez, o Panorama da Arte Brasileira com O Paradoxo de Thompson Clark e os Pesadelos de Mark. Em 2000, ganha a Bolsa Vitae de Artes com o projeto A Gratidão do Reencontro. Os resultados da pesquisa desenvolvida com a premiação são apresentados no ano seguinte em individual que traz texto crítico de Tadeu Chiarelli.

Desde 1995 leciona expressão tridimensional no curso de Artes Plásticas da Fundação Armando Alvares Penteado (Faap). Em 2004, conclui o doutorado em Poéticas Visuais – Produção Refletiva: Arte, Sujeito e Espaço –, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, sob a orientação de Carlos Fajardo. Em 2006, permanece por seis meses em Paris como artista residente na Cité Internationale des Arts/Estúdio Faap. Desde então, a evolução de seu trabalho tem sido objeto de diversas exposições individuais e coletivas, tendo recebido em 2010 o Prêmio Aquisição Pinacoteca do Estado na 6ª edição da SP-Arte, com a obra A Passagem do Tempo e a Natureza do Amor. Em 2013, a Pinacoteca do Estado organiza uma exposição individual de Gustavo Rezende na Estação Pinacoteca, com curadoria de Ivo Mesquita.

Em 2017, realiza exposição individual no Paço da Artes no Rio de Janeiro intitulada Amor Sagrado, Amor Profano e no ano seguinte realiza no MAM o Projeto Parede Crepe Garden. Em 2019 realiza site specific no Museu da Cidade de São Paulo - Casa do Bandeirante com projeto ganhador do Edital ProAC Artes Visuais.

Coleções Públicas
Centro Cultural Candido Mendes (Rio de Janeiro)
Inst

Obras do Artista

Confira a seleção de obras deste artista

3 Item(s)

  • Gustavo Rezende

    Gus a Princesa Safire e a travessia do rio 2015

    Avaliação:

    R$3.500,00
    Por Gustavo Rezende Gus a Princesa Safire e a travessia do rio 2015

    Medidas

    Altura: 89 cm

    Largura: 69 cm

    Descrição

    Técnica: Serigrafia

    Estado de conservação: Bom

  • Gustavo Rezende

    Maxwell vindo 4

    Avaliação:

    R$75.000,00
    Por Gustavo Rezende Maxwell vindo 4

    Medidas

    Altura: 128 cm

    Largura: 17 cm

    Profundidade: 8 cm

    Descrição

    Técnica: Outra

    Estado de conservação: Excelente

  • Gustavo Rezende

    Maxwell observando

    Avaliação:

    R$45.000,00
    Por Gustavo Rezende Maxwell observando

    Medidas

    Altura: 48 cm

    Largura: 16 cm

    Profundidade: 12 cm

    Descrição

    Técnica: Outra

    Estado de conservação: Excelente

3 Item(s)