Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo pelo WhatsApp.

Atendimento pelo WhatsApp
Bruno Pedrosa

Bruno Pedrosa

Brasil - 1950

Bruno Pedrosa (Cedro, 1950) é um artista plástico brasileiro

Formação artística
Pedrosa ficou órfão de mãe quando tinha apenas um ano de idade. Aos seis anos foi estudar no Crato e só retornava para a casa do pai e avós nas férias escolares. Concluiu a sua formação educacional básica na capital do estado, Fortaleza, em 1967.

Em 1968, foi morar no Rio de Janeiro para cursar a Escola Fluminense de Belas Artes. Participou de exposições coletivas e individuais e tomou parte ativamente do movimento estudantil contra o Regime Militar pelas ruas do Rio de Janeiro.

No ano seguinte se matriculou na Escola Nacional de Belas Artes e fez viagens pelo interior do Brasil e países da América do Sul. Ganhou a Medalha de Prata, com desenho, por sua participação no Salão Nacional de Belas Artes. Passou a freqüentar, ao mesmo tempo, as faculdades de Arqueologia e Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Após um período de estudos do barroco brasileiro e sua arquitetura, publicou em 1972, o seu primeiro álbum de desenhos, tendo por tema a cidade mineira de Ouro Preto. Nos anos seguintes ampliou seus conhecimentos em arqueologia visitando a Bolívia, Peru e Equador, principalmente nos estudos da história do povo Inca. Estabeleceu contato com muralistas mexicanos, como Álfaro Siqueiros e realizou exposições individuais de seus desenhos em Buenos Aires, Nova York e Cidade do México.


Bruno Pedrosa entra, em 1976, para a comunidade do Mosteiro de São Bento do Rio de Janeiro, onde permanece até 1980.

É desse período o seu painel a óleo (atualmente no Mosteiro Beneditino de Juiz de Fora), uma série de retratos a óleo (incluindo o retrato do Papa João Paulo II, no acervo do Vaticano) e desenhos do Mosteiro de São Bento que formaram um álbum publicado em 1979 por ocasião das comemorações do aniversário de 1400 anos do nascimento de São Bento.

Dois anos após deixar o Mosteiro casou-se com Elinor Garnero. Após morar novamente no Rio de Janeiro, em Mury, uma localidade próxima a Nova Friburgo e de realizar viagens pela Europa, mudou-se com a família para a Itália em março de 1990.

Inicialmente morou em Cuneo, uma comuna italiana da região do Piemonte, depois Bassano del Grappa e atualmente mora em Romano dEzzelino, ambas na região do Vêneto, de onde vende seus trabalhos para todos os países da Europa, Estados Unidos da América e Japão.

Em 1994, iniciou o trabalho com esculturas em cristal de Murano.

Fontes:
Foto: http://fashionatto.literatortura.com/2014/04/17/bruno-pedrosa-uma-abstracao-de-formas-cores-e-linhas/
Texto: http://www.catalogodasartes.com.br/Detalhar_Biografia_Artista.asp?idArtistaBiografia=4133

Obras do Artista

Confira a seleção de obras deste artista

Bem vindo! Escolha uma das opções abaixo: